Search
Close this search box.
Evento iniciado

Assembleia do Clima terá carta pelo meio ambiente

Foto: Agecom | Uern

Abertura da II Assembleia Permanente do Clima do RN, na Uern

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) sediou a abertura da II Assembleia Permanente do Clima do RN (ASCOP), Mudanças Climáticas, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e Justiça Ambiental, hoje (7), no auditório da Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais (Fafic), na Uern Mossoró.

O evento, que continua amanhã, reúne representantes do Governo, Instituições de Ensino Superior (IES), instituições particulares, entidades sociais, sociedade civil, Organização Não-Governamentais (ONGs), povos originários do RN, professores pesquisadores, estudantes e a comunidade para debater questões relacionadas aos ODS.

A ênfase são mudanças climáticas, com a proposta de discutir estratégias de conservação e uso sustentável da biodiversidade, contribuindo com as autoridades públicas na busca coletiva das melhores soluções.

Durante a II ASCOP, a organização receberá as ideias e propostas dos participantes para cada Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Após o evento, a comissão organizará uma carta com as propostas e ideias apresentadas.

Sustentabilidade

“É uma alegria muito grande, enquanto Universidade, estarmos sediando esse importante evento, onde, juntos com outras instituições e entidades, estamos debatendo com a sociedade pautas importantes sobre o desenvolvimento sustentável de nosso planeta”, declara a reitora da Uern, Cicília Maia.

A reitora destaca que é preciso trazer a discussão dos ODSs, da Agenda 2030, para toda a comunidade e convidar a todos para que possam executar ações sustentáveis. “A gente não pode, de forma alguma, terceirizar essa responsabilidade. A participação de cada um e cada uma é fundamental para essa mudança de comportamento e para contribuir com a construção de um mudo mais sustentável”, enfatiza.

O coordenador de Meio Ambiente e Saneamento da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH), Robson Henrique Pinto, representando o Governo do Estado, destacou a importância do debate. “A Assembleia Permanente do Clima é um momento importante para discutirmos questões relacionadas ao meio ambiente. É fundamental o envolvimento de todos”, declara.

Para a estudante Ana Cláudia, do segundo período do curso de Gestão Ambiental da Uern, a ASCOP, além de ser um importante momento de debate, é um espaço de muito aprendizado. “Podemos trocar experiências, ver discussões práticas sobre questões relacionadas à preservação do meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável”, afirma a estudante.

A programação de abertura contou ainda com a presença de representantes das Universidades Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) e do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN), que estão junto com a Uern na organização do evento.

“Todos os encontros da Assembleia Permanente do Clima são preparativos para a Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP30), que será realizada em Belém, em 2025”, revela Gutemberg Dias, professor da Uern e um dos organizadores do evento.

 

Compartilhe