Search
Close this search box.
Economia

Expofruit 2023 confirma força da fruticultura

Foto: Divulgação

Edição anterior da Expofruit: evento promete superar sucesso (Foto: Daniel Herrera)

Começa hoje (23) a 30ª edição da Feira Internacional de Fruticultura Tropical Irrigada (Expofruit). O evento continua até sexta-feira (25), com expectativa de movimentar R$ 80 milhões e tema “A riqueza das nossas frutas conquistando o mundo”.

Como nos anos anteriores, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) responde pela programação científica, que trará atividades voltadas para a cadeia produtiva da fruticultura, no Auditório Amâncio Ramalho, no Campus Leste.

Na Estação das Artes Eliseu Ventania, ocorre a exposição de produtos e serviços, com dezenas de estandes de empresas e instituições públicas. Lá, também haverá a abertura oficial da Expofruit 2023, na noite desta quarta-feira.

Exportação

O evento reitera a importância da fruticultura para a economia do Rio Grande do Norte – o maior exportador de frutas do Brasil. Somente em 2022, o setor obteve volume total de 253,6 mil toneladas de frutas exportadas, o que representou 163 milhões de dólares.

“As frutas produzidas aqui abastecem quase 20 países, com destaque para a União Europeia, Estados Unidos, Rússia, Canadá, Argentina, Chile, Uruguai, Paraguai e diversos países do Oriente Médio”, informa o presidente do Comitê Executivo de Fruticultura (Coex/RN), Fábio Queiroga. A entidade realiza a Expofruit.

 

Programação científica é diversificada

 

O primeiro dia da Expofruit, nesta quarta-feira, apresenta novidade: o Painel Empresarial. Trata-se de espaço para que expositores e patrocinadores apresentem produtos e serviços. O dia também terá reunião do Comitê Permanente da Cajucultura, organizada pelo Sebrae/RN.

Amanhã (24), haverá o Fórum da Fruticultura – Inovação e Perspectiva, das 8h às 12h, com temas como Mecanização e Automação na Fruticultura; Comercialização de Hortaliças e Frutas e Panorama e Perspectivas na Fruticultura de Exportação.

No mesmo dia, o Seminário da Cajucultura – Estratégias e Oportunidades será realizado das 14 às 18h, com palestras e mesa-redonda sobre novidades para o aproveitamento do caju e o cenário da produção da fruta no Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí.

No último dia de Expofruit, sexta-feira (25), as atenções se voltam para o Seminário Fruticultura: Oportunidades para o Semiárido. Haverá palestras com pesquisadores da área da agronomia da Ufersa, da Empaer – Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária e da Embrapa Agroindústria Tropical, sediada no Ceará. As culturas abordadas serão: pitaya, umbu, umbu-cajazeira (cajarana) e caju.

As palestras ocorrerão das 8h às 12h e, à tarde, será realizada visita técnica ao campo nas fazendas da Ufersa e Fazenda Experimental Rafael

Compartilhe