Search
Close this search box.
Abastecimento

Mossoró: Caern presta esclarecimentos ao MP

Foto: Assessoria Caern

Diretor-presidente Roberto Linhares (esq.) com a promotora Ana Ximenes, hoje, no MP

Em reunião na tarde de hoje (31), na Promotoria de Defesa do Consumidor do Ministério Público Estadual (MPRN) em Mossoró, o diretor-presidente da Caern, Roberto Linhares, prestou esclarecimentos sobre o abastecimento de água na cidade.

O aumento das reclamações sobre o serviço forçou o MP a agir e cobrar da Caern explicações sobre o problema e providências para resolvê-lo.

Em apresentação à promotora de Defesa do Consumidor, Ana Ximenes, Linhares apresentou especificidades do Sistema de Abastecimento de Água (SAA) da cidade.

Mossoró, segundo ele, possui poços profundos, com água em alta temperatura, o que exige equipamentos próprios.

Também esclareceu que a cidade não possui, em mananciais próprios, água suficiente para abastecimento. Por isso, são necessárias outras intervenções para garantir a segurança hídrica do município.

 

Adutora e dois poços estão em andamento

 

A Adutora Apodi-Mossoró foi informada como a principal medida para garantir a segurança hídrica da cidade. Antes dela, a Caern iniciará em breve a perfuração de dois poços (equipamentos já contratados).

O diretor de Operação e Manutenção, Thiago Índio, destacou ações operacionais de melhorias já em andamento. É o caso do aumento de vazão na Adutora Jerônimo Rosado e interligação de rede. Além disso, apresentou cronograma de ações.

Volta do P-11

Dentre essas ações, está a contratação emergencial de empresa para conserto do poço 11 (P-11), que abastecia os bairros Abolição 1, Abolição 2 e parte do Santo Antônio. O poço apresentou problema e está paralisado há meses.

A estimativa da Caern é que a manutenção dele seja concluída até o primeiro semestre de 2024.

A companhia acrescentou que, de forma paralela, combate ligações clandestinas na adutora.

Reunião no MP contou com vasta equipe da Caern (foto: Assessoria Caern)

 

Caern propõe ao MP plano de soluções

 

“Concluímos a reunião propondo ao Ministério Público”, informa Roberto Linhares, “um plano de solução para as melhorias do abastecimento em Mossoró. E para um trabalho conjunto sempre visando o atendimento da população. Em longo prazo, nosso objetivo é garantir uma reserva operacional para melhor equilíbrio e distribuição no sistema”, afirma.

A promotora Ana Ximenes destacou a que haverá uma gestão orientada junto à população.

“Informaremos à população sobre os canais de atendimento da Companhia, visando o acompanhamento e monitoramento pela empresa, para que adote medidas corretivas sempre que necessário. Além disso, o Ministério Público estará atento e disponível para atendimento do cidadão”, diz a promora.

A reunião contou também com a presença do procurador geral adjunto do Estado, José Duarte Santana; o superintendente de Operação e Manutenção, Ewerton Siqueira; o gerente da regional Oeste, José Celino Júnior; o assessor jurídico Paulo Leão; o chefe da Unidade de Águas de Mossoró, Nehilton Barreto, e o assessor de Empreendimentos, Fábio Siqueira. (Com informações da Caern)

Compartilhe