Search
Close this search box.
Intercâmbio

Mossoró Oil & Gas terá especialistas de outros países

Foto: Redepetro RN

Participação de especialistas internacionais no Moge cresce nos últimos anos

A edição 2023 do Mossoró Oil & Gas Expo (Moge), maior feira do onshore brasileiro, aposta na atração de estrangeiros para fortalecer o caráter internacional do evento, com maior participação de delegações de outros países. Iniciativa da Redepetro RN e do Sebrae no Rio Grande do Norte, o evento será realizado de 21 a 23 deste mês, no Expocenter, em Mossoró.

Por meio da participação de especialistas de outras nacionalidades, a ideia é promover a troca de experiências de sucesso e de novas tecnologias, de modo a otimizar a exploração e produção em terra do petróleo e gás no Brasil.

Somente do Canadá, país com larga expertise em exploração de poços maduros, participará comitiva de 20 representantes, dos quais 12 empresários.

De acordo com o presidente da Redepetro RN, Gutemberg Dias, desde 2019 a organização do Mossoró Oil & Gas se esforça para internacionalizar a feira. De lá para cá, intensificou contatos com entidades de fora do Brasil e convites para palestrantes estrangeiros.

“E, esse ano, especificamente, nós fizemos um esforço maior e teremos uma delegação do Canadá. São mais de 20 pessoas que estarão presentes no Mossoró Oil & Gas, numa ação fortíssima, com relação à internacionalização do evento, que reforça a representatividade da feira, não só no cenário nacional, mas também no internacional”, pontua.

Sinergia

Além dos canadenses, o Mossoró Oil & Gas contará com representantes do setor de petróleo e gás da América Latina, com a participação de empresários da Argentina e da Colômbia.

“A ideia central dessa questão é criar sinergia com outros países que produzem petróleo e gás onshore. Seja na questão de criar joint-ventures, ou seja, parcerias que possam trazer do Canadá ou de outros países tecnologias próprias para serem implantadas aqui, assim como levar nossas tecnologias para esses novos espaços de produção de petróleo”, explica Dias.

Experiências de sucesso internacionais serão apresentadas por empresários estrangeiros em painéis, ao longo da programação do evento.

É o caso de Guillermo Izquierdo (Halliburton-Colômbia), que tratará do potencial das intervenções em poços; Leonardo Brkusic (GAPP-Argentina), o qual abordará as oportunidades para MPE’s em Vaca Muerta; e Mahmoud Khalifeh (Universidade de Stavanger – Noruega), que ministrará palestra sobre melhores práticas de abandono de poço.

 

Evento com 130 estandes e três mil pessoas

 

Mossoró Oil & Gas é referência no Brasil em matéria de offshore (foto: Redepetro RN)

 

O Mossoró Oil & Gas Expo surgiu em 2016, como Fórum Onshore Potiguar e reafirma Mossoró como capital do onshore brasileiro. Para a edição deste ano, a organização estima que mais de três mil pessoas participem do evento, entre expositores e visitantes.

Para esse ano, a feira conta com novidades que apontam para o crescimento do evento. Serão mais de 130 estandes, frente aos 90 de 2022. Toda a estrutura estará montada em dois pavilhões, enquanto no ano passado era apenas um.

O espaço destinado às discussões e realizações dos mais de 10 painéis ao longo da programação também foi ampliado, com a incorporação da Arena ESG (do inglês Environmental, Social and Governance), que corresponde às práticas ambientais, sociais e de governança de uma organização. Nas edições anteriores eram duas arenas: Petróleo e Gás e Inovação.

Eventos paralelos

Também integra a programação da feira o PetroSupply Meetings, encontros de negócios que aproximam empresas fornecedoras de bens e serviços do setor de petróleo e gás dos grandes players do segmento que estarão presentes no Moge.

A grade de atividades do Mossoró Oil & Gas inclui ainda iniciativa voltada à área acadêmica, com a realização do Simpósio de Petróleo e Gás do Onshore Brasileiro, que, neste ano, está na quarta edição. O evento é realizado pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa). (Assessoria de Imprensa Redepetro RN)

Compartilhe