Search
Close this search box.
Mossoró

Seminário destaca enfrentamento ao racismo

Foto: Edilberto Barros | CMM

Seminário Vidas Negras, na Câmara Municipal de Mossoró

A Câmara Municipal de Mossoró realizou a III edição do Seminário Vidas Negras, hoje (24). O evento foi incluído no calendário oficial da Câmara Municipal de Mossoró pela Resolução nº 08 de 2021, de autoria da vereadora Marleide Cunha (PT). Tem como objetivo destacar a luta antirracista, través de palestras, valorização da cultura negra, com apresentações culturais e homenagens a personalidades que se destacam na luta contra o racismo.

Também durante o evento, cinco personalidades que se destacam na temática de combate ao racismo receberam o Troféu Vidas Negras como reconhecimento das contribuições pela causa.

No Seminário, estiveram presentes representantes de entidades educacionais, ONGs e movimentos antirracistas, além da deputada estadual Divaneide Basílio (PT) e os parlamentares Marleide Cunha (PT), Ozaniel Mesquita (União Brasil), Paulo Igo (SD) e Omar Nogueira (Patriota).

Para a vereadora Marleide Cunha, o reconhecimento da luta antirracista deve ser constante. “Aprovamos resolução para que o Troféu Vidas Negras possa ser dado em reconhecimento, em qualquer solenidade desta Casa, por vereadores que queiram homenagear mulheres e homens que se dedicam à luta contra o racismo”, afirmou.

Homenageados

As cinco pessoas que receberam Troféu Vidas Negras durante a solenidade foram:

» Gracy Karen, formada em administração de empresas, é empreendedora trancista e militante do movimento negro.

» Paulo Cunha , secretário municipal de juventude do PT e diretor de negros e negras da União Estadual dos Estudantes do Rio Grande do Norte.

» Luane Fernandes, formada em comunicação social com habilitação em jornalismo pela UERN, participou de projetos voltados para o cinema negro e de mulheres, levando filmes e conhecimento para as comunidades de Mossoró.

» Larissa Galvão, poeta de slam e artista plástica, participou de campeonatos renomados no Brasil da poesia no estilo slam.

» Luh Vieira, a primeira travestir a presidir a União Estadual dos Estudantes do Rio Grande do Norte, integrou a construção do Plano de Igualdade Racial do Rio Grande do Norte.

Compartilhe